Intervalo...



Há um silêncio que se aquieta no ruído vermelho de todas as pétalas que não sei ler...

34 comentários:

Marta disse...

Há a beleza que dança nos olhos.....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Maria disse...

... mas que te inebriam de cheiros que se vão soltando...

Beijo, Graça.

Lídia Borges disse...

As pétalas que não se podem ler
quantos silêncios são capazes de ocultar?

Lindo, como é habitual.

Um beijo

. intemporal . disse...

.

.

. in.quieto a.quieto.me .

.

. e espero .

.

. deixo.te o teu beijo de sempre .

.

.

AnaMar (pseudónimo) disse...

...mas que sabes distribuir com o olhar.
Em sorrisos de infindável ternura.

Um brasileiro disse...

oi. tudo blz? estive por aqui. muito legal e bonito. gostei. apareça por la. abraços.

Fernanda disse...

Há dias assim...
Mesmo que seja um cliché não deixa de ser verdade.
Hoje acordei muito cedo cheia de saudades de quem ainda não tinha partido.
Eram quatro da manhã e agora ainda dói, por isso este seu magnífico texto me soube tão bem.
Há dias em que as lembranças surjem em flashes de ternura, por formas, cores e cheiros únicos.

Obrigada por este momento.

Beijinho, se mo permite.

Manuela Freitas disse...

Que texto maravilhoso!...As pessoas que realmente nos amam, não têm coragem de nos mostrar o avesso da vida...vivi isso!
Beijos,
Manú

Lídia Borges disse...

Gracinha, não venho para comentar. Apenas para te deixar um abraço "apertadinho".

L.B.

© Piedade Araújo Sol disse...

ensaio da saudade, que texto tão bonito!

até me comoveu!

beij

Whispers disse...

Querida,
Ja fazia tanto tempo que nao lia os teus ensaios.
Bom voltar a este palco de letras.
Mil beijos
Rachel

AFRICA EM POESIA disse...

Graça
Minha amiga
também para ti...saudades tantas!

e coragem é mesmo Palavra Guerreira.

Este ensaio que é todo o teu coração, deliciou-me.
Obrigada amiga por momento tão bonito e tão terno

Um beijo para ti...

Pensador disse...

Nestes momentos de silêncio, nos são ditas as maiores verdades.
E você sabe, sim, ouvir: Basta ouvir com a alma e o coração.
Beijos, Graça, meus e da Loba!

Filoxera disse...

Um texto nascido do aperto da saudade,o do post acima.
Nunca conheci nenhuma avó; no entanto, imagino-as especiais, sábias, doces...
Um beijo.

Com ou Sem conclusões disse...

Me emocionei. Lindo o jeito que escreves!
BJOS da sua fã.

Vivian disse...

...Graça minha querida linda,
viajei contigo nas asas da
saudade.

tbm morro de saudades da
vovó e seus cuidados
carinhosos.

bj imenso, alma linda!

N. Barcelli disse...

Querida Graça, boas férias.
Beijo.

Mar Arável disse...

Excelente como um beijo

de olhos fechados

Ana disse...

Emoção pura nas palavras que gostaria de ter sido eu a escrever .
Um beijo grande e um abraço com amizade, querida Graça *

Anónimo disse...

Eu queria ter palavras para comentar, mas não tenho. Deixo um abraço, grande, e um sorriso :)*

J.

Nota: gosto muito!

Anónimo disse...

Eu queria ter palavras para comentar, mas não tenho. Deixo um abraço, grande, e um sorriso :)*

J.

Nota: gosto muito!

AFRICA EM POESIA disse...

Beijo

Diz se guardo livro de histórias infantis...




COM UM BEIJINHO E BOA SEMANA

COMO FAZER PARA VIVER


A vida é um encontro e desencontro
De coisas lindas e feias
De risos e de lágrimas
De dor e alegria
De sofrimento e felicidade.

A vida é isto e muito mais
E mesmo com o ser e não ser
Muitas vezes temos que esperar
Para que passe o mal e fique o bem.

E mesmo depois de muito cansaço
Procuramos a tábua de salvação
Vamos agarrá-la com as duas mãos
Para que a vida seja salvação..

LILI LARANJO

rosa-branca disse...

Olá querida Graça, sabes que adoro os teus ensaios, mas este teu post dedicado à tua deusa emocionou-me. Longe, muito longe vão os dias em que a minha deusa Branca, fazia os bolinhos de mel e canela e me chamava para me deliciar. Existem dias assim minha querida, mas onde quer que elas estejam, decerto estão lindas e orgulhosas pelas lembranças que deixaram. Vou sair, não sem antes deixar o meu beijo para ti com muito carinho e um grande beijo de saudade para as nossas deusas do amor. Quem sabe elas se encontraram...

Fernando Santos (Chana) disse...

Ensaio da Saudade...Excelente texto....
Cumprimentos

Amordemadrugada disse...

Que bonito, Gracinha!
Há dias assim, amiga!
Pois! O outro lado da vida...temos que ser nós a experimentar!
Às vezes não é facil!
Mas, vai!
Bom domingo amiguita!
Beijo meu de carinho
;)

Emília disse...

Arquiva-se em memória momentos sentidos. Revive-se recordando aqueles que, à data, geram novos e intensos sentires sempre assentes em pilares indestrutíveis. E crescemos... E vivemos... de emoção em emoção! O avesso, é também uma fonte viva que pertence a cada um esgotar.
A tua avó tinha o saber dos que dominam o risco na certeza de que o medo de viver o que se sente bloqueia a vida e nos transforma em simples mecanismos biológicos.
Beijo imenso de saudade
Emília

BRANCAMAR disse...

Querida Graça,

Tantas vezes que tenho pensado em ti por estes dias, coração entre o Minho e o silêncio das planícies Alentejanas.

E por aqui fico em silêncio, mas lendo e sentindo, porque nem imaginas como eu sinto aquele "Ensaio pela saudade"...tão meu também.

Um beijo de carinho imenso.
Branca

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje apenas venho deixar o meu beijinho e dizer que estou de volta.

Rosa

Ricardo Miñana disse...

Bonito texto, un placer leerte.
que tengas una bonita semana.
un abrazo.

Braulio Pereira disse...

saudades de ti.

querida amiga..


boas férias.


beijinhos!!

© Piedade Araújo Sol disse...

continuaçao de boas férias.

beij

Rabisco disse...

Olá Graça!

Quantas saudades de passar por aqui e de ler na tua peça a tua vida, o teu teatro.

Deixo-me ficar na espera de novas palavras.

Beijo

http://www.rabiscosincertossaltoemceuaberto.blogspot.com/

Everson Russo disse...

Uma delicia essa viagem de saudade,,,essa nostalgia que reflete no olhar e nos sentimentos...grande beijo de lindo dia pra ti querida amiga.

AFRICA EM POESIA disse...

GRAÇA
Um beijinho e saudades

Deixo a flor mais linda que conheço


A ti...
Flor de porcelana...
Que no meu jardim...
Floria...
E me deixava feliz...
E que recordo...
Com muita saudade...
E deixo...
Nestas linhas...
Uma singela homenagem...
À flor...
Mais linda...
Que Angola tem...
E que o mundo já viu...

LILI LARANJO