Um intervalo [sentido]...

[Luís]


Ingente era o silêncio que figurava no branco do papel. As personagens diluíram-se no vazio. O tempo desabou pelas escadas, fugindo do espaço, degrau a degrau. O narrador, cansado, partiu num barco à deriva, quebrando os remos à imaginação... E a história ficou por contar.

19 comentários:

Vivian disse...

...nesta passagem tão
efêmera,
quantas páginas em branco
deixamos à deriva,
pelo simples medo
de ousar...

um beijo, linda!

Whispers disse...

Olá Querida Graça!

Quantas paginas fica em branco porque o actor tem medo de representar o papel principal
Se vai acomodando a um papel secundario,sem grandes aplausos

E ficou uma Historia por meio,uma historia sem sentido....

Um beijinho bem grande e desejo que a tua semana seja maravilhosa no verdadeiro palco da vida
Rachel

Paulo disse...

As tuas histórias nunca ficam por contar. Mesmo quando o silêncio é mais forte do que tu. Imagino-te cansada, neste fim de ano. Espero-te, na volta desse barco.

Um beijo e uma excelente semana.

O teu Paulo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mãos à obra, escreva, não deixe as páginas em branco, não deixxe o tempo, que está dentro de vc, atropelá-la e correr mais rápido.
Mas eu entendo que às vezes dá um cansaço...
Há mais um selo para vc em nosso Blog coletivo.
Vá buscaá-lo quando puder.
Beijos,
Renata

José Carlos Brandão disse...

Hoje é o dia de falar do silêncio. Para alguém falei que o silêncio é a voz de Deus. Falo para você também. É preciso ouvir o silêncio, em oração. Mesmo quando é ao silêncio de uma folha de papel. Também ali está Deus.

Grande abraço.

Lídia Borges disse...

Um tempo de descompressão, talvez!
Os narradores também precisam de descanso. Mas não deixarão as histórias por contar...

Um beijo

Emilia disse...

Porque INTERVALO... é TEMPO de MEDITAR, longe do ESPAÇO, perto de TUDO!
INGENTE era o SILÊNCIO mas NÃO O TEU que mesmo no VAZIO escrito ou sonoro é imensamente ELOQUENTE.

Bj. GRAAANNNDE!
Emília

Mar Arável disse...

Também já escrevi palavras

em branco

Paola disse...

... e a história escrever-se-á... o narrador já acordará... já lhe oiço o cantar...

Beijo doce, amiga.

o que me vier à real gana disse...

Não não, graça linda, criou-se um Reino -mais um- da Polissemia!

Bj

Nilson Barcelli disse...

Mas o narrador vai voltar, são e salvo, e contar as suas epopeias...
Quebrando então esse silêncio encaracolado nos degraus dessa escada, enchendo o espaço com o saber da verdade.
A foto e o texto estão muito bem integrados. E gostei, como sempre. Apesar de ser intervalo...
Querida Graça, tem um excelente resto de semana. Beijo.

Nuno G. disse...

imaginação a rodos, mesmo sem remos… muito bonito…

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

lili laranjo disse...

GRAÇA
Tenho selo para si!...

O rio é assim...
como uma cobra que se move para todos os lados...
a vida....também é assim...


A vida é muito interessabnte como o rio que corre e consegure sempre saltar os obstáculos eu sinto o mesmo .
E aqui começo a sentir a chama da Amizade .
Palavra que para mim tem a força da vida...
um beijo e...

+++++++++++++


Vou devagar...
Vou caminhando...
Com passos firmes...
E seguros...
Aguardo ...
Estar melhor...
Para poder...
Voar!...

LILI LARANJO

Brancamar disse...

Querida Graça,

Estou com o esse silêncio sentido, desmesurado e dele a história crescerá com mais força e eu estarei sempre aqui para a ouvir contar.
Muitos beijinhos.
Branca

O Profeta disse...

Nascem a todo o instante
Os sentires vindos da alma
Tatuados a cada semblante

Um beijo na tua procura
Um abraço fica suspenso
Um sorriso desponta da tristeza
Um olhar prende o momento


Boa semana



Doce beijo

São disse...

Será que ficou mesmo por contar?...

Ouvi Charles cantar a boémia no pavilhão Atlântico: como foi bom!

Um abraço, linda!

Whispers disse...

Querida Graca!

Obrigado pela tua visita,teu carinho eh um abaco de longe

Sei que nesta altura do ano deves andar com trabalho ate os cabelos.
Desejo que tenhas uma boa semana e nao trabalhes demais,porque desgasta.

Um beijo bem grande,distante mas com amizade e carinho
Rachel

O homem e a mente disse...

E espero que tenha continuação a história, está muito lindo essa explanação de ideias e imaginação.

f@ disse...

Olá Graça,

E o papel do silêncio no branco… enrolado em pequenos intervalos para prosseguir a história… em que sentir é o encontro puro de escutar as páginas frescas… em branco…

Imenso beijinho