Ensaio primeiro...

(foto de GMV)

Podia, hipoteticamente, escrever o primeiro ensaio do ano. Podia, por breves instantes, despir a personagem que sou, e rabiscar consciências antecipadas desse tempo que há-de vir. Podia invocar Jano, num acto de pretensão clássica, explicar-lhe o sentido das suas duas cabeças. Explicitar o seu papel junto da Porta que se abre para o desconhecido... e de igual forma encerra o que se viveu. Podia, no almejar do tempo renovado, desenhar projectos a haver. Podia pronunciar votos direccionados de mais isto e mais aquilo. Podia escrever o primeiro ensaio do ano.

Contudo, sinto rouco o meu pensar. Cansados os meus vocábulos. Inertes as minhas mãos.

Podia... mas vislumbra-se ingente, essa ponte de mim!

"Amanhã te direi as palavras, ou depois de amanhã... Sim, talvez só depois de amanhã..." [Álvaro de Campos]

7 comentários:

Paulo disse...

Um não-ensaio, como os outros, teu!
"sinto rouco o meu pensar". Lindo, mas...
Adorei as respostas aos comentários no post anterior.

Um ano como desejares, querida amiga.

Bjos.
PJB

f@ disse...

Olá Graça,
Podes escre ver o en saio,
desp ir o personagem e vest ir de novo de tecidos leves e coloridos pastel … e pa lavras que o tempo aquece os pensamentos nas tuas mãos, re nova e te credita depois a cada novo dia…
E claro que podes ir às nuvens e ao sal p!carte buscar o que quiseres… tenho mto gosto em deitar aqui no Teatrices umas gotinhas e uns crist ais de sal…

Beijinhos das nuvens

Paola disse...

Podias, amiga, eu sei que podias... Entre o poder e o querer está o ser que tu és, apesar do nevoeiro que paira neste ano a haver. E eu fico à espera do amanhã para ler, depois ouvir, as tuas palavras... Que seja!

Beijos

JCD disse...

Querida Graça,

hoje e amanhã estarei por aqui.
SEMPRE.

Um beijinho especial na primeira noite deste novo ano «««

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Poderíamos fazer muita coisa em todos os começos dos anos, mas não fazemos, porque não mudamos a nossa maneira de pensar e continuamos a fazer tudo igual ao ano que passou. Ah, a preguiça! Mental e física, mas sobretudo mental.
Graça:
Postei em todos os meus Blogues, inclusive no Tristão e Isolda, ao qual vc nunca vai. Quero que o visite e também aos outros. Espero por você,
Renata

Paulo - Intemporal disse...

______________________________

Podias ser as palavras imperceptíveis ao gesto, no decalque suave da Alma.

Desta vez, foi mais forte e intenso o sentir, com os olhos cheios de água _______________
______________________________
salgada e doce________________

[.]

Um beijo de boa noite, Graça.

splendid disse...

balenciaga handbag
balenciaga handbags
balenciaga
balenciaga bags