Ensaio quase poético...

[Luís]

Despojo-me de semânticas gastas… e, no sossego das palavras por criar, rasgarei todas as utopias. Basta que floresçam anseios de sílabas orvalhadas ao amanhecer; basta que resvalem promessas nas encostas ditas de prazer. Basta que, na sombra do silêncio, se recolham todas as dúvidas…

E aí permanecer.

24 comentários:

Marta disse...

E quando se voltar a escrever, as promessas sejam certezas e as dúvidas a essência da verdade....
Lindo, Graça...
Bom domingo..
Beijos e abraços
Marta

Mel de Carvalho disse...

Basta sim, Graça, basta.
Tudo mais, filigrana secular, sublimação de verbo,
gestação de sol no palco d'amar

palavras.

Belo ensaio, Gracinha.
Poesia, claro que sim!

Beijo
Gratidão
Mel

Maria disse...

Permaneço. Aqui.

Beijo, Graça.

Canto da Boca disse...

O melhor de tudo é que nada em suas palavaras são gastas, por mais que se gaste as palavras, aqui, elas tomam novos sentidos, novos voos, novos rumos, adquirem uma beleza ímpar, ficam cheias de graça e belezas, ainda que insistas em dizer o contrário.

Tudo lindo, mais uma vez só pra permanecer na gasta semântica, Graça.

Um beijo e você muito feliz durante todo esse ano de 2011!

Lídia Borges disse...

Recomeçar, como quem escreve usando um caderno novo onde, na alvura das folhas, nenhuma sombra ousa pousar.
"Sílabas orvalhadas" formarão as palavras novas, contendo certezas.

Um beijo

João Esteves disse...

Faz bastante tempo que não lhe visito o palco, Graça.
Especialmente seus "anseios de sílabas orvalhadas" me agradam. E o recolhimento das dúvidas, é quanto basta? Ah, ainda bem, então.
Até qualquer momento.

BRANCAMAR disse...

Ensaio poético mesmo e de muita esperança. Transmitiu-me serenidade.

Que bom começar assim o ano, força Gracinha.

Beijos
Branca

A.S. disse...

... e aí permanecer!...

Beijo, Graça!
AL

Mar Arável disse...

No teu palco

as palavras ganham asas

e voam

Bjs

rosa-branca disse...

Basta permanecer...aqui vou permanecendo para te ler sempre com avidez. Desculpa minha querida mas hoje eu queria continuar a ler-te...não me chegaram as palavras que deixaste. Linda música. Deixo o meu beijo de carinho...sempre.

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando apenas para deixar um carinho...um beijinho e agradecer as palavras que me deixas.
Estou melhor e voltando.

Sonhadora

E G Miranda disse...

Belo, como tudo o que escreves.

lupuscanissignatus disse...

sementeira

do

deleite



*um beijo,
Graça*

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gracinhamiga

No sossego das palavras por criar não é verdade, porque tu cria-las num misto de prazer e provocação a quem te lê. E eu não me canso de o fazer, até nas entrelinhas, ... e aí permanecer

Bom fim de semana querida Amiga &

Qjs

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Penso que este ano publicarei uma peça de teatro.

Saudações poéticas

. intemporal . disse...

.

. quase poético numa modéstia tão tua .

.

. diria mais.do.que.poético .

.

. numa prosa sublime .

.

. e isso só por si basta .

.

. o teu beijo de hoje, e o desejo de um excelente fim.de.semana .

.

. paulo .

.

Carmo disse...

Querida Graça, basta que continues a escrever as tuas peças de Teatro, para que a blogosfera continue bela.

Um beijo

Boa semana

Pensador disse...

No silêncio entre as palavras, muito pode ser dito.
Este seu ensaio prima por ser sucinto e tão verdadeiro, Graça!
Beijos!

São disse...

Basta, minha querida, que continues como és: sensível e inteligente.

Que o teu seja um domingo excelente.

Ainda: a foto é linda.

Nilson Barcelli disse...

Bastará...?
O que sei é que o teu poema com a forma de prosa é excelente.
Gostei imenso, querida Graça, como sempre.
Boa semana, beijos.

BLOG DO PROFEX disse...

Danem-se as utopias! O que valem são as promessas murmuradas preenhes de fantasias...
Belo texto. Grande abraço!

Whispers disse...

Querida graca,
Bbasta que a alma seja livre e que se tenha asas para voar,entre as palavras e os sonhos, ambos devem andar de par em par.
Saudades de te ler.Desejo que tudo esteja bem contigo e que a felicidade te ande a beijar.
Beijos com carinho
Rachel

retrato disse...

Não será difícil para ti.
Em cada palavra tua, há orvalho silábico que a embeleza comprovando a sua grandeza de sentido e desejo.

ah...
junte-se o prazer, mas de te ler.

Nilson Barcelli disse...

Como não publicaste novo post, acrescento:

Nunca rasgues uma utopia sequer.
São inalcansáveis, sabemos, mas o importante não é a chegada, mas sim o caminho.

Beijos, querida Graça.