Intervalo [pela criança...]

[Graça]


"[...] Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...[...]"

Talvez fosse criança ainda, quando alguém me deu um livro de poesia... o meu primeiro livro de poesia! Era de Fernando Pessoa. Cresci, lendo o Poeta... e os seus "outros". Álvaro de Campos é o meu preferido.

Hoje, parece que é dia da Criança, mais um dos dias "convencionados"... comemoro-o todos os dias, porque, essa que fui, continua guardada em mim. Tal como o Poeta...

15 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

*Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...[...]*

Você *Trouxe o sol à poesia
mas como trazê-lo ao dia?

No papel mineral
qualquer geometria
fecunda a pura flora
que o pensamento cria.

Ora, no rosto que, grave
riso súbito abria,
no andar decidido
que os longes media,

na calma segurança
de quem tudo sabia,
no contacto das coisas
que apenas coisas via,

nova espécie de sol
eu, sem contar, descobria:
não a claridade imóvel
da praia ao meio-dia,

de aérea arquitetura
ou de pura poesia:
mas o oculto calor
que as coisas todas cria.

João Cabral de Melo Neto*

Parabéns por man.ter a criança viva em seu ser todos os dias, Graça querida*
Beijos************
Renata

Lídia Borges disse...

Estou a preparar a minha tese de mestrado em literatura infanto-juvenil. Procuro perceber a influência que o livro pode exercer, (nos planos afectivo e cognitivo) sobre o sujeito nos primeiros anos de vida.
Este teu texto foi muito motivador, para mim.

Obrigada! Um beijo...

Já tinha saudades. :)

A.S. disse...

Querida Graça,

Deixo um poema de Torga para este Dia Mundial da Criança.

Beijos
AL


BRINQUEDO


Foi um sonho que eu tive:
Era uma grande estrela de papel,
um cordel
e um menino de bibe.

O menino tinha lançado a estrela
com ar de quem semeia uma ilusão;
e a estrela ia subindo, azul e amarela,
presa pelo cordel à sua mão.

Mas tão alto subiu
que deixou de ser estrela de papel.
E o menino, ao vê-la assim, sorriu
e cortou-lhe o cordel...

MIGUEL TORGA

Canto da Boca disse...

Olá, Graça, sua postagem de hoje de certo modo me contempla, porque eu também sou avessa a dias comemorativos, não gosto desse negócio de ter um dia disso, um dia daquilo, para mim todos os dias são dias de tudo e para tudo, sobretudo dia de ser feliz, de querer poesia na nossa e na vida de outrem.

Beijo!

Pensador disse...

Aqui se comemora o dia da criança em 12 de outubro, mais uma comemoração em que os brasileiros parecem fazer questão de seguir na contra-mão do mundo.
Mas independente do dia, a criança deve ser cuidada e preservada em todos eles, a todos os momentos. Seja a criança que está ao nosso lado, a que está na rua ou - principalmente - a que está dentro de nós.
Beijos!

anita sereno disse...

oi lindo sentimento e linda homenagem a um grande o poeta Fernando pessoa adoro ler suas poesias não direi que cresci lendo poesias dele mas conhecia bem a sua autoria a sua fama a suas poesias lindas obrigada também por este poste lindo por este sentimento tão nobre e lindo que carregas contigo beijos boa semana

Mar Arável disse...

mais o dos filhos dos homens

que nunca foram meninos

como lembrou Soeiro

Braulio Pereira disse...

beijos..

ternura..

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oiê! Sabe que descobri algo muitooo há tempos!

*Descobri que te amo demais

Descobri em você minha paz

Descobri sem querer a vida

Verdade!...

Prá ganhar teu amor fiz mandinga

Fui a ginga de um bom capoeira

Dei rasteira na sua emoção

Com o seu coração fiz zueira...

Fui a beira do rio e você

Com uma ceia com pão

Vinho e flor

Uma luz prá guiar sua estrada

A entrega perfeita do amor

Verdade!...

Descobri que te amo demais

Descobri em você minha paz

Descobri sem querer a vida

Verdade!

Como negar essa linda emoção

Que tanto bem fez pro meu coração

E a minha paixão adormecida...

Meu amor, meu amor, incendeia

Nossa cama parece uma teia

Teu olhar uma luz que clareia

Meu caminho tal qual, lua cheia...

Eu nem posso pensar te perder

Ai de mim esse amor terminar

Sem você minha felicidade

Morreria de tanto penar

Verdade!...
Zeca Pagodinho

Beijos, Graça*********
Bom Dia*

Com ou Sem conclusões disse...

Oi linda que me traz sentimentos tão lindos...


Lindo esse verso que me trazes de primeira..
Como eu acesso o computador logo pela manha, eu passo no teu para ler alguma coisa mais inspirante.. e PONHA INSPIRAÇÃO NO QUE TU ESCREVE!

hehehhe

beijos

rosa-branca disse...

Olá querida Graça, também não gosto de dias marcados. Marcada estou eu que chegue. Dia das crianças é pois todos os dias e além disso a criança que fomos continua dentro de nós. Por vezes não da melhor forma. Adorei lêr-te amiga é sempre um prazer. Beijo muitos com carinho

Carlos Gonçalves disse...

Um beijo [doce], querida Graça.
Carlos

margusta disse...

Querida Graça ,

...essa criança, continua sempre dentro de nós...

Hoje, deixo-te mais um beijo...AQUI! :)

Brancamar disse...

Olá Graça,

O excerto poético que nos deixaste é tão infinitamente belo que se torna senpre novo e sempre me espanta por mais que o releia.

Também não aprecio muito os dias marcados e infelizmente não é muito bom sinal que ainda tenha que haver um dia Mundial da Criança, não imagino sequer as marcas fortes que uma má infância possam deixar na alma para toda a vida.

Tal como tu, tive uma infância muito feliz e é essa criança que ficou em mim que me dá forças para todas as batalhas da vida.

O Pelargónio é muito lindo!

Há dois tipos de sardinheiras que adoro, estas e os gerâneos pelo colorido que nos oferecem quase todo o ano, nas varandas, nos páteos, a cair pelas mais diversas superfícies. São lindos!

Deixo-te um beijinho e desejo-te um bom feriado.

Branca

Braulio Pereira disse...

és flor do meu jardim
lindo desfolhar
sâo para ti
do meu olhar


beijos flor!!