Ensaio pela sinestesia [de ser...]

[Luís]



O sorriso melífluo escorria por entre os dedos inquietos. Era inaudível o olhar, desatando brasas incandescentes do não-dizer. Saboreavam-se afectos numa sinfonia de respiração anelante. Os toques indeléveis espraiavam-se no aroma do desejo...
Na frágua do dia, vislumbravam-se, apenas, ondas sinestésicas no celebrar dos sentidos.

___________________________________________

[Há momentos em que é necessário fazer uma pausa... o meu é este. Obrigada. Tanto. Por tudo. A todos. Até...]

71 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Graça,
O teu sorriso sem artifícios é um pedacinho do azul do céu.

Eu acato as tuas palavras,
Já não vou desfazer-me em lágrimas.
Beijos imensos,
Sua presença é a minha felicidade.
Renata

Mika disse...

Sinestésiquemos pois...
Sorriso docemente mar.
Abraço salgado

Miguel

Braulio Pereira disse...

que sensual lindo lindo.

aromas do desejo..

aen.. arrepios..

arco-iris ..


beijos ternura..

lupussignatus disse...

a rebentação

dos

frutos



*beijo*

Brancamar disse...

Graça,

O texto e a imagem não podiam estar melhor associados, mas eu sou suspeita porque todos os meus sentidos se inclinam para o mar.
Entre o mel do sorriso e as ondas sinestésicas fiquei a sonhar...com a orla marítima, :)
Beijinhos
Branca

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

Olá Gracinha,

Por alguma razão és profª. nunca tinha ouvido falar em melífluo, mas isto sou eu que nem a 4ª classe tenho.

Temos que ter umas aulas particulares, vale? rs

Bjos de um bom ano

Whispers disse...

Querida Graça
Tão grande é o sentido em ondas tão bonitas e verdadeiras.
Misturado com o sorriso da tua alma em mistura de paz com o ensaio que levas com a vida.
Minha querida, desejo que teu ano esteja a te dar o que bem mereces a verdadeira felicidade
Mil beijos com carinho
Rachel

A.S. disse...

Querida Graça...


Há um êxtase que habita
um braseiro de entusiasmos.
Um feixe cintilante
onde escorrem sorrisos
e olhares
no vagar de lúcidas surpresas
por entre dedos inquietos.
Porém... é volúvel,
constante, obstinado e
insaciável,
o sabor dos afectos
e o deslumbrado ardor
dos toques indeléveis
no aroma dançante do desejo.
O celebrar dos sentidos
logo se torna incandescente
na vertiginosa descoberta
do explendor da noite…


Meu beijo...
AL

Daniel Costa disse...

Graça

Este ensaio está belissimamente imaginado e executado.
Beijos
Daniel

sideny disse...

Gra;a

Desejo lhe um bom fim de semana.

Bonito texto, e linda foto.

beijinhos

Lídia Borges disse...

Sinestesias,claro,Poeta!
Nem poderia ser de outro modo.
Assim os sentidos se manifestam na inquietude dos dedos.

Sublime!

Beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Graça, querida*
Faça chuva, faça sol eu
Te desejo uma primavera
Dessas em que até o azul do céu
Se veste de pétalas,
Em que as manhãs de chuva
Sejam perfumadas,
Em que as estrelas
Brilhem ainda mais douradas,
Em que até os sonhos
Sejam coloridos,
E onde você
De tão feliz, contagie
Quem estiver do teu lado
E pela primavera
Seja embriagada,
Beijos,

Braulio Pereira disse...

querida Graça

vim desejar-te um optimo fim
de semana ..
cheio de vida e ternura.

gosto da tua amizade és
um encanto.
****
sonho com o céu
sem parar.
anjo meu..
volto a sonhar.
*****


beijos querida amiga...

Sofá Amarelo disse...

As ondas são cúmplices dos sentidos!!!

Chris disse...

A sinestesia desse encontro que as águas conhecem, reconhecendo-se no som inaudível desse olhar...
Um beijo
Chris

Bettencourt de Noronha disse...

Querida Graça,

Com os olhos no seu pano a celebração toca os cinco mil sentidos.

Um beijo

O homem e a mente disse...

A sinestesia do ser é o que faz muita falta no mundo actual

Gil Moura disse...

Olá, querida Graça!

Momentos de beleza e sensualidade, nestes toques suaves, onde os sentidos se elevam, ao mais alto grau da emoção...

Adorei!

Beijinhos

Gil

. intemporal . disse...

.

. sempre um dizer cuidado, entre.des.cuidados momentos .

. uma boa semana, Graça .

. um beijo meu .

.

Luis F disse...

Graça... belas são as palavras que aqui encontrei... li e reli, deixando-me levar.

Deixo uma onda suave...

"Não sou nada
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo".
Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)

Com amizade
Bj
Luis Ferreira

Paulo disse...

Ora aí esta um momento bem descrito! Minha querida, gosto de te sentir assim :).


Um beijo magnífico em ti.

PJB

Nilson Barcelli disse...

As tuas palavras são poesia, querida Graça. Para além de dizerem com enorme sensiblidade a magia de um momento especial.
Gostei imenso, como sempre.
Uma semana boa para ti.
Beijo.

isabel mendes ferreira disse...

escorrente....o texto....subliminar de todo o aroma!

Marta disse...

E se intensifiquem esses sentidos que as ondas recortam em sorrisos....
Que lindo, Graça...Adorei..
Beijos e abraços
Marta

mixtu disse...

os sentires
que são desjos, estares...

aromas... na certa do ribatejo...

abrazo serrano

Régis Castro disse...

Minha querida,

Tens um sorriso lindo que só por meio de uma fotografia que me mandou...

Mas se trata de um sorriso...
que traz consigo o amor e o cativar...
um sorriso singelo e simpática,
que nada em muitos dentes como as ondas do mar!!!

tens um sorriso lindo minha mãezinha...

Boa noite!

Graça disse...

Meu querido Régis, obrigada! Do tanto que tu sabes.

Beijo.

Braulio Pereira disse...

um beijo de bom dia

minha querida

saudades.

Stella Tavares disse...

Graça, deleito-me com suas palavras, sua forma de expressão. Suas palavras falam em um outro tom, acho que um tom universal que eu não tenho palavras para explicar, mas entendo. Gostaria de lhe enviar duas peças teatrais de minha autoria. Gostaria que as conhecesse. É possível? Posso enviá-las por email.
Bjs

Gil Moura disse...

Querida amiga Graça.

Passei para te desejar um noite tranquila, e dar-te um doce e terno beijo.

Gil

Vieira Calado disse...

Ficamos à espera de novas encenações...

Beijinho

Braulio Pereira disse...

doce noite para ti.
é meu desejo.
teu luar vi.
sente o meu beijo.
:)***
suave noite querida


beijos !!!

Ianê Mello disse...

Graça,

aguardo seu retorno já com saudades.

Beijos, querida.

Maria Emília disse...

Difícil este associar de sensações mas saíu muito bem.
Até breve, Graça e que essa pausa seja feita de tudo o que precisas.
Um grande beijinho,
Maria Emília

Pensador disse...

De fato, há momentos em que se deve fazer uma pausa.
A julgar por suas palavras, este momento lhe é bastante oportuno.
Só espero que a pausa não seja demasiado longa, que nos obrigue a ficar sem as suas teatrices.
Um beijo!

sideny disse...

Boa pausa.

Volta logo.

bom fim de semana.

beijinhos

São disse...

Minha linda, pausa ...mas regressa, porque sentirei a tua falta, sabes?

Um abraço fraterno, desejando-te o melhor da Vida.

Brancamar disse...

Olá Graça,

Espero que regresses breve,
Vou pasando por aqui para saber novas.
As pausas são necessárias e revitalizantes, só desejo que tudo esteja bem.
Bom fim de semana.
Beijinhos

Carlos Gonçalves disse...

Querida Graça, saudades do teu palco, das tuas palavras... sim, sem dúvida!
Mas, principalmente... saudades de ti!

Um beijo doce, nosso, em ti, no teu fim de semana, querida.

Carlos

Carmo disse...

HOje decidi visitar o seu blogue depois de alguns avanços e recuos, sobretudo depois de ler os comentários. Mas aqui estou na minha simplicidade mas sem falsas modéstias, pois já não tenho idade nem paciência para tal, confirmar a minha passagem por este seu palco.
Acreditando que somos todos actores, será que é inerente á condição Humana haver mais papeis "a fazer de gente má do que de gente boa"?
Graça, também eu em tempos fiz teatro. E pelos comentários que li a Graça para além de teatro também é escritora. Pois os meus parabéns.
E obrigada por me fazer ir ao dicionário saber o significado de uma palavra.
Bom fim de semana

Carmo

Sofá Amarelo disse...

Navegamos ambos na espuma das ondas porque o Mar é dos poucos que sabe reconhecer e celebrar os sentidos...

Muitos beijinhos. Bom Domingo!!!

AFRICA EM POESIA disse...

GRAÇa
Parar é para RENOVAR.

Um beijo grande

Vivian disse...

...espero que estas cortinas
fiquem fechadas apenas
o tempo suficiente para tua
alma renovar-se.

beijo imenso, e cuide-se
minha querida linda!

. intemporal . disse...

.

. [44] .

. até ... já ... .

. um bom Domingo querida Graça .

. o teu beijo de sempre .

.

Marta disse...

Obrigada pela visita, Graça...
Bom escutar os Simply Red...
Até já
Beijos e abraços
Marta

Gil Moura disse...

Olá, Graça!

Passei para te desejar uma linda noite, e uma semana com tudo de bom!

Beijinhos

Gil

Paula disse...

E a dança dos sentidos faz-se sempre em conjunto, quando a música nos invoca imagens de outras sensações...
Gostei do texto.
Gostei do blogue.
Parabéns.

O Profeta disse...

O troar do trovão, esta incessante chuva
As estrelas choram todas as mágoas na terra
Onde param os Anjos, porque não nos acodem os Santos
O mal e o bem porfiam esta eterna guerra

As casas do sul ruiram todas
Tal como a esperança desesperada
Toquei no rosto de uma criança triste
Senti uma paz surgir do nada


Mágico beijo

segredos disse...

Um mar bravio que se envolve na beleza das palavras.

Obrigado

Brancamar disse...

Querida Graça,

[50] aplausos.
Reclama-se a tua presença neste palco.

Beijinhos
Branca

Marta disse...

Se quiseres ler o meu novo "ensaio"....
Beijos e abraços
Marta

Laurita disse...

Olá querida Graça, como brasas incandescentes eu fico se não te disser que este ensaio promete. No despertar dos sentidos a minha alma vagueia, ondulante, neste mar de poesia, que é o teu mar. Beijos de sal

margusta disse...

Querida Graça,

..hoje não passo em silêncio.Hoje deixo-te a minha admiração por este excelente texto, tão cheio de sentires...

Que a pausa demore o tempo que tiver de demorar, e que quando voltares as palavras te escorram com um doce sorriso pelos dedos.

Encontramos-nos por aí :)

Beijinhos de boa noite para ti amiga!

Margusta

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Every time we say goodbye I die a little*
Saudadessssss
Beijos Renata

tulipa disse...

OLÁ
Acabei de me encontrar contigo num outro blog...
vim logo ter contigo e dizer-te que neste momento está patente ao público uma exposição minha, foi inaugurada ontem, na Biblioteca da Moita. Foi um sucesso.
Se quiseres ver algumas imagens podes ir a este blog:
http://omeusofaamarelo.blogspot.com/

É um Amigo dos blogues que foi lá fotografar...Gostaria que pudesses ver, acho que ias gostar.

A exposição estará aberta ao público de 3ª feira a sábado; fecha aos domingos e segunda-feira.
Encerrará no sábado - dia 30 de Janeiro pelas 18h 30m.
Já me comprometi com algumas pessoas amigas para lá estar este sábado - dia 23, das 15h em diante, para fazer uma visita guiada aos amigos que decidirem ocupar o sábado de tarde de forma a "espreitar" os hábitos e costumes da Índia.

À 4ª feira a Biblioteca fecha pelas 20h, nos outros dias às 18h 30m, eu trabalho em Lisboa e só chego à Moita pelas 19h 15m, daí que poderei lá ir na outra 4ª feira e esperar pelos Amigos.

Se quiseres cá vir ficarei muito feliz e grata.
Peço-te que deixes o teu parecer num "Livro de visitas" que lá está em cima de uma mesa.

Beijos meus.

margusta disse...

Querida Graça,
...vim deixar-te um beijinho, e votos de que tudo esteja a correr bem :)

mundo azul disse...

_________________________________


...que momento! Intensas são as suas imagens, Graça...Adorei!


Beijos de luz e o meu carinho MUUUUUUUITO GRANDE!!!


___________________________________

Braulio Pereira disse...

querida Graça

seja como for
teu sorriso me seduz
floresce!! flor
és a minha luz


beijo da noite cuidate

feiz noite!!

Nilson Barcelli disse...

Espero que esteja tudo bem contigo, querida Graça.
Beijos.

sideny disse...

Ola Gra;a
Vim desejar um
Bom fim de semana.

Beijinhos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Porque nada é por acaso. Obrigada por me encontrar sempre e sempre. Graça querida.

Alôha!

*Não me procures ali
onde os vivos visitam
os chamados mortos.
Procura-me dentro das grandes águas
Nas praças
num fogo coração,
entre cavalos, cães,
nos arrozais, nos arroio,
ou junto aos pássaros
ou espelhada num outro alguém,
subindo um duro caminho.
Pedra, semente, sal passos da vida
Procura-me ali.
Viva*

Hilda Hilst

Beijos Renata

São disse...

Bom fim de semana, Gracinha.
Beijinhos

Sofá Amarelo disse...

Bom fim-de-semana!!!

Muitos beijinhos!!!

Maria Emília disse...

Graça,
Vou passando por aqui para saber de ti. Vejo que ainda estás em silêncio.
Um beijinho,
Maria Emília

Maria Valadas disse...

Minha querida,

Claro que mereces uma pausa... mas, não demores muito tempo.

És uma querida poetisa e uma mulher de " armas"!

Quando regressares, passa lá pelo meu cantinho.
É que só poderei visitar os blogs uma vez por semana... ( ordens médicas).

Beijos farternos... filha da minha Terra.

Maria Valadas

© Piedade Araújo Sol disse...

escorreito o texto.

por vezes o silencio também é preciso.

que um dia o quebres e voltes a este espaço.

bom fim de semana.

um beij

. intemporal . disse...

.

. querida Gracinha .

. que saudades tuas, amiga !!! .

. tantas, tantas, ... que nem sei dizer ... .

. porque tu és ... ,

. o teu beijo de hoje .

. uma boa semana .



. paulo .

.

lupussignatus disse...

retemperador

intervalo



*beijo*

José Carlos Mendes Brandão disse...

Poesia é sinestesia.
E você tem a beleza na ponta dos dedos.
Beijo.

APC disse...

o grande palco da vida tb se faz com palavras e imaginações..beijos

AnaMar (pseudónimo) disse...

Há tanto que não te visitava. Saudades das tuas palavras mágicas que entram em mim e me fazem brotar lágrimas com que ensaio fugas de mim.

Celebremos então os sentidos de (a)mar :-)
Beijo de saudade