Ensaio sem título...

[Graça]

Aconteceu desabar um verso solto num só pensamento meu...

Apaguei-o, veementemente...

- antes que se tornasse poema em mim!

22 comentários:

f@ disse...

Gracita…

É o verbo florir...

....
É o poema de rosas...
um misto de flor de cacto fresco sem espinhos

Ao teu infinito sol….

Imenso beijinho

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Tenho certeza de que da sua boca só sairiam rosas.
Postei no Galeria, post que está sendo mal interpretado, porque as pessoas não o lêem.
Beijos, amiga,
Renata

Whispers disse...

Querida Garça!

E que poema seria
Seria um poema de amor?
ou um ensaio de vida
Num palco de magia.
Seria um verso de flor?
ou um simples pensamento no ar
fosse o que fosse,tenho a certeza,que ia ter a emoção do teu sonhar.

Querida,flores São maravilhosas,mas as palavras curtas e bem desenhadas,faz pensar,sorrir, e dizer,que menina linda.

Desejo que tenhas bom fim de semana

mil beijos,distantes mas com carinho
Rachel

MENSAGENS AO VENTO disse...

___________________________________

Não foi rápida bastante... O poema nasceu em delicioso perfume!


Beijos de luz e o meu especial carinho...


Zélia( Mundo Azul)

_________________________________

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Bom dia!
Graça, recebi um selo do Olavo, e o estou repassando para alguns Blogs, dentre os quais este.
Vá buscá-lo, está no Blog AMOR.
Beijos,
Renata
PS: Tente ir ao Galeria

Paulo disse...

Querida, às vezes, ler-te é ficar bem disposto! Então, apagaste veementemente?? Não vi nada. Em tudo tens poesia :).

Bjos verdes, como o teu/meu Minho.


PJB

Anónimo disse...

Uma flor que dá cor a um "pensamento" num "Ensaio sem título" que não terminou pelo receio, o medo de Ti...Poema que és no teu "Ser".

Cadinho RoCo disse...

Pra quê tanta veemência?
Cadinho RoCo

Paola disse...

Por aí, os versos "desabam" a cada pensamento teu... Não os apagues. Trá-los no peito... depois... di-los para mim.

Beijo, amiga.

f@ disse...

Gracita.... fes-se o poema na cor e nas pétalas...
o teu imenso verso....


imenso beijinho

Sandra disse...

Oi menina.
Muito legal a postagem.
Até
sandra

Brancamar disse...

Gracinha,

Não apagues assim um versinho solto, arte a nascer, deixa-o ser poema, deixa-o viver [até rimei!].
Também gostei muito do post seguinte.
Beijinhos
Branca

Paulo - Intemporal disse...

sobre o post supra, se me permites querida Graça ,,,,

o teu dia, o de PESSOA, é palco para a plateia tanta que te sustenta.

,,,,

bom dia minhoto [ainda?]

:))

o teu beijo, sempre.

Mar Arável disse...

Tantas pessoas neste dia

do Pessoa

tantos militantes da vida

Lídia Borges disse...

Há tempos a propósito de uns versos à solta no meu pensamento escrevi isto:

Apaguei-os!Não os deixei ser.
E fiquei sem saber
Aonde iam, porque corriam
O que me queriam dizer.

E a Graça, sabe porque recusa o poema?
Afinal há tanta beleza nesta imagem e nestas palavras!
Obrigada!

Um beijo

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel site. :)

Bill Stein Husenbar disse...

Todos os versos à solta no pensamentos são maravilhosos pois são os mais puros e sinceros.

BSHhttp://desabafos-solitarios.blogspot.com/

JotaSP disse...

Também faço assim muitas vezes_________________________

Bom domingo. Um beijinho «««

Paulo - Intemporal disse...

e trago.TE Pessoa:

"

Deus

Às vezes sou o Deus que trago em mim
E então eu sou o Deus e o crente e a prece
E a imagem de marfim
Em que esse deus se esquece.

Às vezes não sou mais do que um ateu
Desse deus meu que eu sou quando me exalto.
Olho em mim todo um céu
E é um mero oco céu alto.

"

Fernando Pessoa

e deixo.TE um imenso beijo de amizade tanta, querida Graça.

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!
Obrigado pela excelente música.
Estão farto da música anglo-saxónica.

Bjs

Vieira Calado disse...

De novo,

para dizer que achei piada ao comentário do amigo Mustafah.

Rssss

lili laranjo disse...

PASSEI pada deixar um beijo e...

Poesia




Duas dúzias de degraus...


Duas dúzias...
De degraus..
Será verdade?
Uma Dúzia ...São doze...
Duas dúzias...
São mesmo...Vinte e quatro...
Mas duas dúzias ...
Nunca serão...
Cinquenta...Sessenta...
Ou muito mais...
A dúzia é mesmo
Aquilo que nós quisermos...
E que a Amizade...
Consegue...Transformar...


Lili Laranjo