Ensaio sobre a opinião...

(foto de GMV)


Continuamos, pelo palco escolar, esse caminhar sereno que é o estudo do texto poético. Na verdade, a tranquilidade foi conquistada, ao longo de dois anos, arduamente, diria, com o enfrentar das resistências iniciais, com o quebrar dos preconceitos interiorizados... de que a poesia é difícil de entender... de que só as raparigas fazem poemas! Muitos dos meus lindinhos, quando me chegaram às mãos, nunca tinham escrito um poema... nunca tinham declamado... e alguns nem os nomes dos nossos poetas conheciam.

Gosto de desafios... por isso, falo em serenidade. Os mesmos alunos já discutem, com segurança, mensagens que perpassam nesses textos outrora terríveis, tentam desfazer ambiguidades, deduzir sentidos implícitos, denotar conotações, reconhecer os usos figurativos da linguagem. E fazem poesia. Eles, como elas.

Nas últimas aulas, dissecámos poemas de Eugénio de Andrade, de Sophia, de Alexandre O'Neill, de Fernando Pessoa... encaramos cada um deles como uma montanha que urge escalar... difícil a subida, no entanto, ninguém desiste. Há sempre uma mão que se estende no amparo, uma palavra que incentiva o não desviar do trilho, um sorriso que recolhe o suor do esforço. E, quando se atinge o cume, tem-se a certeza de que a dor que as pernas carregam pode enfim descansar, nessa pedra revestida de mensagem decifrada. Este tem sido o nosso trabalho: no espaço natural da poesia, conquistar poemas.

Num dos momentos de descanso, pedi-lhes que escrevessem um texto de opinião. Os meus meninos gostam de opinar. "Sobre?" -perguntaram... Sobre a "poesia", óbvio!

Bem, li o resultado dessas produções escritas, há pouco... e colou-se um sorriso na minha cara, à medida que ia lendo as suas opiniões. Afinal, os meus alunos, [esses que tanto resistiram a subir ao palco do estudo do texto poético], até para dar a sua visão pessoal sobre um assunto... até aí, fazem poesia: "Creio que a poesia é a chama que arde no meio do glaciar. É cascata de palavras cristalinas, fundidas, como o ferro, no forno da imaginação (...)." [E porque não?] Enfim, gosto de ser Professora.

26 comentários:

preto [e] branco disse...

Afinal não só os adultos ou, os poetas adultos, que abrem asas à imaginação e nos alegram com... as palavras em poesia.

"Enfim, gosto de ser professora".

Vê-se os resultados.

bj...nho

Paola disse...

Ao ler-te, ouvi-te aqui mesmo ao pé de mim... e sorri.

Beijo abraçado, amiga.

f@ disse...

GRAÇA,

...

....
IMENSAS AS ASAS E O BEIJO
...
AMANHÃ VOLTO PARA LER
BEIJINHOS

JotaSP disse...

Querida Graça,

Obrigado pelo carinho_______________ mas repara, por favor, nos meus 2 últimos posts e nas etiquetas. O Sítio vai ficar assim suspenso não sei por quanto tempo até esta dor_______________________________

Um beijinho «««

Obrigado por tudo!

Paulo disse...

Querida Graça, minha amiga, linda professora

Os teus alunos dão opinião, fazem poesia, fazem comentários pertinentes, fazem perguntas interessantes... cá para mim ainda são daqueles que gostam de ser alunos. Será pela professora?

Bom grande fim de semana

Bjo

Whispers disse...

Ola!
tudo que se faz por gosto eh sempre bem feito.

Poesia eh o grito da alma,eh o choro do coracao
Sao as lagrimas feitas em palavras que toca os sentidos.

Ainda bem que gostas do que fazes neste palco da vida

beijinhos e bom fim de semana
Rachel

Paulo - Intemporal disse...

Maio, o primeiro dia, o dia um, um dia, este.

Celebra-SE aquele que tem algo a fazer, ou que há tanto faz [...]

Maio também de Maria, de re.conciliação.

Maio de colher, a semente.

íssimo _______________________________ .

Valdemir Reis disse...

Olá Graça estou visitando este espaço maravilhoso! Parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido. Excelente suas publicações, gostei da expressividade do tema "...Ensaio...", belissima, muito legal. Confesso que estou encantado, parabéns. Feliz e honrado por sua amizade. Temos uma homenagem e um selo especial lá no blog wwww.valdemireis.blogspot.com, fique a vontade, se gostar leve o seu, muito obrigado! Assim acredito; aquele que caminha sozinho pode até chegar mais rápido... Porém quem segue acompanhado de um amigo com certeza vai mais longe... Espero sua visita! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Votos de uma semana recheada de sucesso, muita paz, saúde, brilho, bênçãos, proteção e alegria. Fique com Deus. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

São disse...

Viva!
Efectivamente, há livros de poesia publicados que não encerram nas sua páginas tanta beleza como a desssa imagem que destacaste!

E a foto condiz mesmo.

VIVA O DIA DO TRABALHO!!

Bom fim de semana prolongado.

ângela marques disse...

Parabéns!


beijo

Mar Arável disse...

Abril de novo

no Maio de sempre

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Precisa gostar mesmo do "métier". Minha mãe foi professora a vida toda do ensino fundamental e médio. Meu irmão é professor universitário e a esposa dele é professora do ensino médio.
Dei aulas de Filosofia. Um desastre, na época; eu tinha 27 anos. Havia pouco que me levantara da cama em que fiquei por quase um ano depois que perdi meu companheiro e meu filho. Não tinha condições de dar aulas. Hj, acho até que tenho, mas não tenho saúde. Mas as aulas que dei me ficaram na memória. Os meus alunos nunca leram livro didático. Leram Platão, leram os filósofos contemporâneos, e se sentiam valorizados por isso. Dei-lhes sempre a fonte primária, nada mastigado.
Bonito trabalho o seu.
Amanhã, se for ao meu canto, lerá a resenha do filme Austrália, e os costumeiros posts no Tristão e no Feminina.
Boa noite, querida amiga.
Beijos,
Renata

Isabel disse...

e quem promove assim a criação merece de facto ter uma plateia especial.

no palco da arte de ser aplaudo esta generosidade. A sua.


abraço.A.



(piano)

Isabel disse...

e eu gosto tanto de poder abrir "esta sala"...


:)

MENSAGENS AO VENTO disse...

__________________________________


...maravilhoso! Isso é muito compensador... Jogar as sementes e colher!

Parabéns, minha amiga, pelo empenho e amor com que direciona seu trabalho!

Parabéns também aos seus alunos, que vão descobrindo um mundo encantado...

Beijos no coração e um dia muito feliz!!!

Zélia ( Mundo Azul)

_________________________________

ParadoXos disse...

olá minha Prof preferida!
sabias?
:-)

é assim que vou assimilando as tuas lições de vida e de poesia, as duas, num só palco!
aqui a arte é mais próxima da realidade por ser a própria vida...
a nossa!

hoje passei na feira do livro - estava na esperança de te ver por lá!

:-)


beijos para nós!

Conde Vlad Drakuléa disse...

Sagrada profissão essa tua ^^ Outro dia lembrei de ti ao ler sobre um castelo português, que havia sido sede do Paço Real nos primeiros tempos de Portugal e que lá se realizou a primeira encenação de uma peça de teatro em Portugal... Queria lembrar agora o nome do Castelo, mas imagino que ele talvez fique próximo a Lisboa talvez! Graça, ainda bem que te tenho por perto sempre! Estás sempre comigo em meus pensamentos minha amiga querida, e parabéns pela paciência de ensinar! Estou orgulhoso de ti! Beijocas novas!

lili laranjo disse...

Graça
Obrigada por estares presente...hoje

neste dia especial...



Mãe


Hoje é o teu dia...
Mãe...
Mãe que lá longe...
Olhas para mim...
E me mandas um beijo...


Sinto no meu rosto...
Esse teu beijo...
E o amor...
Que tinhas por nós...

Recordo-te...
E acabo por chorar...
Pois tu sabes...
O quanto te amava...

E nestes longos...
Dois anos de ausência...
Continuo à espera...
Que me venhas beijar...



LILI Laranjo

José Carlos Brandão disse...

De volta à ativa, baterias carregadas... Passo por aqui para lhe deixar o meu abraço amigo.
Surpreendo-me com um texto sobre o palco da poesia. Interessante: poetas e palavras são os atores. É preciso, eu creio, lembrarmo-nos da máscara quando escrevemos poesia.

Paulo - Intemporal disse...

querida Graça,

venho agradecer-TE o carinho, num dia tão especial como o de hoje.

jamais esquecerei o teu gesto.

como todos os gestos teus, que trago comigo na mais pura essência que guardo ao peito, em silêncio.

__________ e de novo esta musica.

adoro-TE Graça,

Feliz dia da Mãe.

sideny disse...

Graça

Venho desejar um feliz dia da mâe.

beijo

Brancamar disse...

Querida Graça,

Como gosto de ler a forma apaixonada com que falas da tua profissão! Digo, como já muitos aqui disseram que adoraria ter sido tua aluna e olha que eu tive um punhado de excelentes e exigentes professores...mas mesmo assim sinto como as tuas aulas são elas próprias um desenrolar de poesia viva.
Sâo admiráveis as conclusões que nos transcreves para aqui, dos teus lindinhos, nalguns adivinha-se já o génio, pelo que não me admira que te sintas tão orgulhosa deles e do teu trabalho.
É uma benção ser professor, lançar sementes numa terra virgem de onde vão germinar mundos imensos e inimagináveis.
Também aprendo muito contigo, sinto-me ainda uma aluna ao ler-te e fico deliciada com as tuas lições.
Beijo enorme.
Branca

Whispers disse...

Ola querida!
Passando para te deixar um carinho e desejar um bom Domingo.

beijinhos mil
Rachel

f@ disse...

...E A CASCATA DAS TUAS PALAVRAS SEMPRE ACESAS...


MTO B E L O...

IMENSO BEIJINHO

Sunshine disse...

E essa cascata de águas cristalinas só foi solta graças ao teu empenho em fazê-la fluir. Sem ti Graça apenas o "carvão negro", agora um "puro diamante"

Bjinhos

A Magia da Noite disse...

quando se aprende com o mestre, sabe-se o que se que, sabe-se dizer, sentir, e até rimar.