No intervalo [muito pessoal]...

(foto de Luís)


Quando chegas sem avisar, libertas a tempestade do meu sentir... trazes o verde agreste no olhar, no sorriso o gosto do mar revolto.

Quando aportas no meu cais, amainas velas de prazer, jorrando calor e paz, desse olhar sempre penetrante. A luz, que de ti irradia, acende a noite mais escura... e a voz entoa palavras-cânticos na minha alma agnóstica.

Quando chegas sem avisar, ao meu castelo perene, abres uma brecha no muro... veda-la com amor primário.

13 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindo, Graças, desnuda-te! É muito pessoal mesmo, só não sei se é ficção ou biografia. O teu texto está muito bem construído e é muito bonito. Parabéns.
Um beijo,
Renata
Não vai aos meus cantos hj?

Paulo disse...

Muito pessoal mesmo, não estava à espera. Não sei comentar, ou não quero.

Bjo, querida Graça

PJB

sérgio figueiredo disse...

Tens razão...é pessoal.

Vive o prazer que te inspirou...tanto amor.

beijinho

Paola disse...

O Amor chega sempre[ou quase]sem avisar... e tem os sabores que tão bem dizes... o Amor,com maiúscula, é único e perfeito, mesmo que um ideal... ou não.

Beijo abraçado

[Fingido o fingimento poético?]

ângela marques disse...

são bons estes intervalos pessoais:)


beijo

O Profeta disse...

Mágnifico texto...profundos sentires...

Doce beijo

f@ disse...

Olá Graça,

...Sublime o intervalo que deves apertar… sentir assim monumental o Amor...

Das nuvens beijinhos

Brancamar disse...

É tão lindo Graça, que não sei se comente. Só mesmo com o sentir se pode escrever assim e tudo que possa dizer é como uma mácula no imaculado e imenso amor que transmites.
Para mim o amor é sempre puro e abençoado, é sempre o momento em que se toca mais de perto o Divino.
Beijinhos
Branca

Mar Arável disse...

Sem avisar

pois claro

para que tudo

seja o previsto

JotaSP disse...

_________sem avisar a fábula do vento tem o nome da amizade__________________________

um beijinho muitoooooo especial. obrigado por tudo isso que as palavras não sabem dizer_______________

Paulo - Intemporal disse...

______________________ com amor primário, secundário será o respirar ofegante, como veículo ou transporte do mais abrangente sentir em tom maior.

______________________ "mas já que tanto insistes ... e tu vais continuar a pensar, a pensar, que podes cá entrar"

Onde há tanto foste entrada na porta, o saco e o pão para amanhã.

E o vasilhame é o mundo que fica lá fora.

Um beijo de boa noite, Graça.

© efeneto disse...

Mais um degrau…uma nova etapa.
Mais um dia que chega…sem avisar.
Mais uma noite que se anuncia…pela calada.
Mais um sonho por contar…uma melodia.
Mais…de tudo.

Mais um passo que trespasso…em descompasso.

Mais uma vez lhe desejo um fim de semana cheio de amor familiar.
Beijo de amizade.

São disse...

Gostei, gostei.
Feliz fim de semana.