Eu não...

(Penhas Douradas)


Quando ouvimos palavras tão simples cantadas por uma voz que admiramos, os sentidos voam na procura de significados.

Cheguei há pouco do concerto do Tim. Às tantas, a voz elevou-se e, melodiosamente, verbalizou um pensamento singelo: "Eu saberei viver, sem o olhar dos olhos teus, olhando os meus...".

Amadureci a ideia no caminho para casa. Concluí: eu não!

6 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Tampouco eu, Graça, mesmo não sabendo quem é Tim.
Querida;
Venho dizer-lhe que tenho um novo Blog chamado "Resenhas antigas", onde postei agora as resenhas de maio (Across the universe, Blade Runner, Asas do Desejo e a sinopse de Cidade dos Anjos). Eu as tinha retirado do Galeria porque ia fechá-lo. Não o fechei e a única solução para postar as resenhas de maio a setembro foi fazer um novo Blog. Também reforço o convite para apreciar meu novo post na Galeria.
Um beijo,
Renata Cordeiro

sp disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sp disse...

Fiquei aqui, assim, a escutar a Sara e sonhei e pensei num post que eu fiz no sítio!!!
Foi tão bom!
Bjinhos...

Paulo disse...

Espero que ele venha ao Porto...
Também acho que não conseguia viver sem um olhar, olhando os olhos meus.
Beijos amiga.
PJB

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Se conheço o "Elixir do Amor"? Conheço e acho uma ópera engraçadíssima, que fará parte do meu Dossiê da tradução do libreto de Tristão e Isolda de Wagner, porque Donizetti zomba dos chamados filtros do amor e diz que Tristão comprou o elixir para conquistar Isolda. Esse trabalho que estou fazendo já me consumiu a leitura de 300 livros e cheguei à conclusão de que Tristão e Isolda já se amavam e que o filtro foi a consolidação do seu amor. Se vc tivesse tempo, eu lhe mandava algumas partes do apêndice. Aquele filme cuja resenha fiz, "Pecado Mortal", já afirma isso, bem como "Tristão e Isolda, 2006" de Kevin Reynolds, não sei se vc viu, mas eu fiz a resenha e vou republicá-la nesse novo Blog. EStou republicando as resenhas antigas, que tirei do Blog porque ia fechá-lo. Mas muita gente me pede para ver, então fiz um blog só para as resenhas "antigas".
Graças, se morássemos perto, seríamos mais amigas ainda, pois, pelo que vejo, nossos gostos combinam. Não perco uma ópera aqui em São Paulo. Se se há show bom, também vou.
Beijos da sua amiga,
Renata

Paola disse...

Nem eu! À falta de outros olhos que não aqueles, há o espelho. Generosamente devolve-me os meus...